Origem dos Engenheiros do Hawaii: saiba tudo!

É na década de 80 que temos a origem do Engenheiros do Hawaii. Considerada a década de ouro do rock nacional, durante os anos 80 surgiram algumas das bandas que elevaram o  nível da música brasileira. Uma delas é a banda gaúcha Engenheiros do Hawaii. 

Desde a origem do Engenheiros do Hawaii, mais de 20 discos foram lançados, que atingiram 3 milhões de vendas, com dez discos, dentes estes, com o certificado de vendagem. Liderada por Humberto Gessinger, a banda conseguiu lançar musicas que se tornaram verdadeiros clássicos do rock nacional, com suas letras filosóficas. 

Por sua importância e a influência que possui no cenário musical, é interessante que conheçamos a origem do Engenheiros do Hawaii.

A seguir, descobriremos como a banda começou e conheceremos uma parte da sua trajetória, além de saber quais são os principais sucessos e algumas curiosidades da banda. Confira!

Qual a Origem do Engenheiros do Hawaii?

No ano de 1984, os professores da Faculdade de arquitetura UFRGS iniciaram uma greve. Como uma forma de passar o tempo e protestar contra a paralisação, os alunos decidiram organizar um festival de rock. 

Um dos organizadores do festival era o baterista Carlos Maltz, que saiu em busca de alunos da faculdade que soubessem tocar algum instrumento. Assim, ele recrutou Carlos Stein para a guitarra, Humberto Gessinger também para a guitarra e Marcelo Pitz para o baixo. 

Qual Origem do Engenheiros do Hawaii
Fonte/Reprodução: original

A partir daí temos a origem do Engenheiros do Hawaii, nome adotado pela banda como forma de ironizar os estudantes de engenharia que circulavam pela faculdade usando bermudas de surfistas.

Mesmo que tenha começado de forma bem despretensiosa, as portas começaram a se abrir para a banda, que apenas dois meses depois da sua criação, já tinham duas músicas emplacadas na coletânea de rock do Rio Grande do Sul. 

O primeiro álbum desde a origem do Engenheiros do Hawaii foi o “Longe demais das capitais”, lançado em 1986. O álbum vendeu mais de 100 mil cópias e emplacou alguns sucessos como “sopa de letrinhas” e “longe demais das capitais”, música que dá nome ao álbum. 

Logo foi lançado o segundo álbum da banda, com nome “A revolta dos dândis”. Como esperado, o seu desempenho também foi muito satisfatório e emplacou músicas como “Infinita Highway” e “Terra de gigantes”. 

A cada álbum lançado após a origem do Engenheiros do Hawaii, a banda conseguia emplacar novos sucessos e apesar de serem taxados de arrogantes por conta de sua postura mais reservada, a banda conseguiu conquistar milhares de fãs por todo o país.

Curiosidades da banda

Conhecemos a origem do Engenheiros do Hawaii, agora veremos algumas curiosidades relacionadas a banda: 

  • O primeiro show da origem do Engenheiros do Hawaii foi realizado no dia 11 de janeiro de 1985, em um festival de rock da faculdade; 
  • Humberto Gessinger compôs a música “Infinita Highway” enquanto ainda tinha 12 anos; 
  • Enquanto a maioria das bandas de rock abusavam de substâncias ilícitas, os integrantes do Engenheiros eram considerados caretas por não abusarem de nenhuma substância; 
  • Humberto sabe tocar mais de 10 instrumentos e aprendeu a tocar todos eles sozinho. 

Visto as curiosidades, é hora de conhecermos os principais integrantes da história dos Engenheiros do Hawaii. 

Quem são os integrantes da banda

O único integrante a permanecer na banda desde a origem do Engenheiros do Hawaii foi  Humberto Gessinger.

Quem são os integrantes da banda
Fonte/Reprodução: original

Os integrantes mais famosos a fazerem parte da banda foram: 

  • Humberto Gessinger – Vocal e multi-instrumentista;
  • Carlos Maltz – Bateria;
  • Marcelo Pitz – Baixo;
  • Adal Fonseca – Bateria;
  • Augusto Litz – Guitarra, violão e teclados;
  • Lucio Dorfman – Teclados;
  • Luciano Granja – Guitarra.

Durante a sua trajetória, mais de 15 músicos integraram a banda Engenheiros do Hawaii. 

Músicas mais tocadas dos Engenheiros do Hawaii

São vários os sucessos lançados ao longo da história dos Engenheiros do Hawaii. Dentre eles, temos: 

  • Infinita Highway;
  • Toda forma de poder;
  • Terra de gigantes;
  • O papa é pop;
  • Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones;
  • Até o fim;
  • Exército de um homem só I.

A banda chegou ao fim em 2008, mas escreveu o seu nome na história do rock nacional com dezenas de canções marcantes que fizeram e ainda fazem parte do cotidiano de muitos brasileiros.

Deixe um comentário